31.3.09

Vamos ajudar a salvar o nosso planeta!

Durante o segundo período foi explorado o tema da água. Alguns dos objectivos trabalhados foram os seguintes:

Sensibilizar as crianças para a importância de preservar a água;
Sensibilizar os alunos para os benefícios da água;
Mostrar aos alunos a importância da água;
Despertar na criança o gosto pela preservação da água, consciencializando-a para a sua necessidade;
Efectuar experiências com a água;
Diversificar as experiências pessoais e colectivas da comunidade escolar.





No dia 22 de Março foi o Dia Mundial da Água. Para comemorar esta data, deslocámo-nos no dia 24 de Março ao Museu da Água, a Coimbra.
No Museu, os alunos aprenderam a ser consumidores responsáveis. A água é um bem precioso para o ser humano. Os seres humanos estão a esbanjar este recurso notável. Todos os dias morrem milhares de pessoas como consequência de uma má gestão da água. Devemos ter sempre presente que 60% do nosso corpo é constituído por água e que ¾ do planeta são água.
A água é um património comum cujo valor deve ser reconhecido por todos. O dever de economizar e utilizar bem a água é da competência de todos.
Vamos ajudar nesta missão.
Todos nós temos um papel importante: vamos consumir água com responsabilidade.
Aqui ficam algumas dicas que aprendemos para que tu, amigo leitor, também possas colaborar:


Não escovar os dentes com a torneira aberta.
Tomar duche em vez do banho de imersão.
Vigiar as torneiras para que não deitem água fora.
Pôr a trabalhar a máquina da roupa ou da louça só quando estiver cheia.


A visita vista pelos mais pequeninos…

Visita de estudo ao Museu da Água

No dia 24 de Março de 2009, os alunos, professores e auxiliares da EB 1 de Mira fomos a Coimbra, ao Museu da Água.
Saímos da escola às 8:30 e ocupámos 3 autocarros. Passámos a Ponte de Santa Clara de autocarro e fomos estacionar junto ao Parque da Cidade.
Quando chegámos, fomos lanchar e logo de seguida fomos para Parque Verde do Mondego. Atravessámos a ponte pedonal, Pedro Inês, observámos o rio Mondego, as suas margens, vegetação … e brincámos durante um bocadinho no parque infantil onde está um enorme urso feito de relva sintética.
Finalmente, dirigimo-nos ao Museu da Água para o visitarmos pois estávamos cheios de curiosidade.
Entrámos e uma senhora chamada Marta explicou-nos muitas coisas que gostámos de saber e vimos trabalhos expostos feitos pelo senhor Zé Pirata. A mascote do Museu é a Plim, uma gota de água que também está exposta.
A seguir, a D. Marta mostrou-nos contadores de água antigos que foram reciclados em aviões. Fomos para uma sala onde vimos maquetas e quadros de casas amigas do ambiente, pois permitem poupar água. Aqui vimos um filme chamado: Água – matéria-prima em perigo! Este filme mostrava a grande importância da água. Aprendemos como se trata a água que utilizamos. Ficámos admirados quando soubemos que eram necessários 90l de água para fazer 5 CDs.
De seguida, fomos para uma sala fazer experiências com a senhora Patrícia.
A experiência que mais gostei foi a dos clips que faziam de conta que eram alfaiates. A senhora pôs os clips na água a flutuar e deitou umas gotas de detergente da louça e os clips afundaram-se. Isto é o que acontece aos alfaiates e a outros seres vivos por causa da poluição.
A D Patrícia deu-nos uma “gota de água” em cartolina para nós escrevermos uma frase comprometendo-nos em ajudar a água.
Por fim fomos almoçar à sombra das árvores do bonito parque da cidade.
Eu adorei este passeio.


Ana Jorge
3ºB


Vamos ajudar a salvar o nosso planeta!
Sejamos consumidores responsáveis!...


27.3.09

SEMANA DA FLORESTA -PLANTAÇÃO DE FOLHOSAS

No dia 5 de Março fizemos uma plantação de carvalhos e sobreiros na mata que fica localizada ao lado da nossa escolinha. Esta actividade, “Caminha Numa Folha”, foi lançada pela Câmara Municipal de Caminha e tem como objectivo, a plantação de cinco mil folhosas. Para plantarmos as árvores contámos com a ajuda do senhor Clemente, Presidente da Junta de Freguesia de Dem. Os buracos já estavam feitos, por isso, foi só colocar as folhosas neles e tapá-las com terra.Gostámos muito de participar nesta iniciativa, pois através dela contribuímos para o aumento do pulmão verde de Portugal.

Trabalho escrito por: Duarte (1ºano), Manuel (3ºano) e Nuno (4ºano)
E.B.1 de DEM

26.3.09

Construção de caixas ninho

A Natureza cria e desenvolve meios e processos para a existência de vida e, nela, observa-se uma relação muito íntima entre os seres vivo e o seu ambiente, A destruição do ambiente é um problema. Algumas espécies, particularmente as de arribação sobrem com a falta de abrigo. Todos podemos intervir, construindo um abrigo (caixas ninho). Os alunos do 6º E decidiram aceitar o desafio proposto pelo CERVAS e este é o resultado do seu trabalho durante as aulas de Expressão Plástica.

24.3.09

O Dia da Árvore

Há dias emblemáticos no calendário e o Dia Mundial da Floresta (ou Árvore) é um deles.

Cuidar das árvores significa proteger a Vida de todos os seres, num gesto de altruísmo para com as gerações futuras.

Os incêndios, a ignorância, o desrespeito pela natureza são algumas das ameaças à preservação das nossas Florestas. Para que possamos inverter esta situação apostamos na prevenção que passa sobretudo pela educação.

Decidimos comemorar este dia de uma forma muito especial: elaborámos, a partir de material reutilizado (garrafas de plástico, rolos de papel higiénico, jornal) esculturas criativas de árvores. No final da actividade recordámos porque é que as árvores são tão importantes e esperamos que a mensagem seja transmitida às família. Quando toca a proteger e cuidar, somos sempre poucos para ajudar.

Somos pelas árvores

A entrada da Primavera e, com ela, a comemoração do Dia da Árvore, foi um sucesso na EB 2,3 de Lousada. Os alunos com Necessidades Educativas Especiais e os da turma A, do 5.º ano, fizeram uma visita ao Aterro Sanitário de Lustosa. No final o lanche teve lugar no estádio de Hóquei em Campo de Lousada.

video

LR

23.3.09

DIA DA ÁRVORE E DA FLORESTA NA EB1/PE DO SEIXAL

O Dia Mundial da Árvore / Dia Mundial da Floresta festeja-se a 21 de Março. A comemoração oficial do Dia da Árvore teve lugar, pela primeira vez, no estado norte-americano do Nebraska, em 1872. Depois, foi se alargando a muitos países do mundo, incluindo Portugal.

In: http://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_Mundial_da_%C3%81rvore


Na Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar do Seixal (Madeira) não pudemos esquecer esta data e várias actividades foram realizadas: participação no concurso do Parque Natural da Madeira - "Constrói uma árvore" (3º ano); elaboração de desenhos no computador; produção de textos; exposição de uma mini "tree parade" (com materiais de desperdício) jogos e aprendizagem de uma canção.
Tudo isto para consciencializar que "uma árvore é um amigo que devemos bem tratar!"


22.3.09

Apagão a favor do Planeta

Como é do vosso conhecimento no próximo sábado dia 28 de Março a WWF promove a Hora do Planeta. Só temos de desligar a luz entre as 20h 30 e as 21h e 30 e contribuir assim, para a diminuição das emissões de carbono que tanto contribuem para o aumento da temperatura.

A Hora do Planeta, em que Portugal participa pela primeira vez, conta já com o apoio de muitas instituições e monumentos e certamente, com o apoio de cada um de nós, porque lutar contra as Alterações Climáticas é POSSÍVEL.

Para mais informações aceda ao site:

http://www.wwf.pt/hora_do_planeta_2009/

E divulgue na sua escola... o passa a palavra funciona sempre muito bem nestas situações.

Visita ao Planalto Beirão

No dia 16 de Março visitámos o Planalto Beirão que abrange 19 municípios. Esta Associação criou um sistema integrado de gestão de resíduos sólidos urbanos, que permite encontrar soluções de valorização e tratamento dos mesmos, com vista à protecção do Ambiente e à preservação da beleza da região.
Começámos primeiro por ver que todos os camiões que entram e saiem do aterro são pesados para se saber a quantidade de resíduos ali colocada. Vimos ainda o aterro. Aqui as terras foram impermeabilizadas com uma tela para evitar infiltração de lixiviados para o sub-solo. Estes lixiviados são depois tratados na ETAR. Vimos ainda a zona de triagem dos resíduos que serão mais tarde reciclados - papel, plástico e latas. Ficámos ainda a saber que no futuro irá ser construído um compustor e, ainda que pretendem fazer o aproveitamento do bio-gás produzido.

Visita ao Moinho da Carvalha Gorda

Depois de almoçarmos na EBI de Campia visitámos o Moinho da Carvalha Gorda. Esta é uma fábrica de papel artesanal. A partir de trapos produzem papel. Primeiro os trapos são cortados em pedaços muito pequenos e colocados numa espécie duma tina com água onde são "amassados". A fibra dos tecidos forma uma pasta que é depois utilizada para produzir o papel. A cor do papel fica a dever-se ao tipo de trapos usados. A que vimos era de cor de laranja porque os trapos tinham essa cor. Com uns quadros de madeira retiram a fibra da água. Esta depois é prensada e seca formando folhas. As folhas depois de secas são laminadas para ficarem mais finas. Vimos folhas onde foram acrescentados grãos de café, folhas, sementes entre outras coisas. Também são acrescentados aromas como por exemplo morango, hortelã, etc.

Feliz Aniversário, Querida ÁRVORE!

Os alunos da EB1 Devesinha do Agrupamento de Escolas de Vizela, nas comemorações do Dia Mundial da Árvore e da Floresta e em paralelismo com o Plano Nacional de Leitura, exploraram a história «Beatriz e o Plátano», uma obra da escritora Ilse Losa. Com este trabalho pretendemos todos, alunos e professores, dizer ao Mundo:

Obrigada Querida ÁRVORE por alegrares o nosso dia...todos os dias!!

20.3.09

EB1 de Dem - Eco-Dem - segunda edição

Eco_Dem_seg_edicao Eco_Dem_seg_edicao agarrido

EB1 de Dem - Eco-Dem - primeira edição

Eco Dem Prim Edicao Eco Dem Prim Edicao agarrido

Poupar Água

A EB1/PE da Marinheira, no âmbito do projecto Eco-Escolas e em concordância com o tema “Importância de Poupar Água” realizaram uma actividade.


Inicialmente, os alunos foram questionados sobre a importância de poupar água, ao que responderam que esta acção era importante porque todos os seres vivos precisam dela.
Desta forma, cada um dos alunos realizou um texto intitulado “Se eu fosse um peixe…”. Após a realização do texto, cada aluno ilustrou a seu gosto o peixe descrito no texto. O texto elaborado pelos alunos e o peixe ilustrado serviram como suporte para a realização desse mesmo peixe com material reciclado. Cada aluno desenhou numa caixa de cartão o seu peixe para servir de base. De seguida, decorou-o com material reciclado. Para isso, foram utilizados diferentes tipos de materiais entre eles: garrafa de plástico, tampas de garrafa, rolhas, massas de diferentes tipos, arroz, papel crepe, tecidos e tintas. No final, todos os peixes foram expostos num cartaz atribuído ao Eco-Escolas. O cartaz foi decorado com rede de pesca, com os peixes elaborados e os seus respectivos textos.

Para finalizar, foi pedido a cada aluno a elaboração de uma frase sobre a “Importância de poupar água” com a finalidade da escola participar no concurso desenvolvido pela Câmara Municipal de Câmara de Lobos. Deste modo, todos os meses será escolhida a melhor frase entre as turmas da escola. A melhor frase da escola será publicada na factura da água de cada contribuinte.

Visita à Barragem do Caia-CEAN

Foi no dia 19 de Março pelas 11.00h que a turma do 5ºE realizou mais uma etapa de descoberta das partes comuns do nosso Planeta. Na estação "Campo Maior e o Mundo", fomos descobrir de onde vem a água que bebemos em nossas casas e como ela é tratada e gerida na origem ( a Barragem do Caia). Agradecemos desde já a ajuda e recepção dos técnicos da Associação de Beneficiários do Caia e as explicações técnicas que nos transmitiram. Após a visita aos canais de rega, vimos as valvulas de retenção e visitámos a estação de produção de energia. A água é aqui gerida de forma eficaz e produz energia pro acção da pressão da água retida na albufeira. Após a visita, iniciámos uma jornada de limpeza de uma das periferias do Plano de água e respéctivas margens. Cada grupo que realizará esta estação irá contribuir para melhor a limpeza da Barragem ajudando a gerir as partes comuns. No percurso o guia Carlos Pepê mostrou ainda a todos os presentes uma raridade em plena barragem, as orquideas em grande. São tão bonitas como raras. foi uma jornada muito produtiva e ajudou o grupo a descobrir o que custa gerir a água que chega aos regadios e às nossas casas.

19.3.09

VISITA DE ESTUDO AO MEZIO - PARQUE NACIONAL PENEDA GERÊS


No dia 17 de Março, a nossa escola, fez uma visita de estudo ao Parque Nacional da Peneda Gerês ao Mezio.
O autocarro da Câmara Municipal de Caminho veio buscar-nos às nove horas e partimos em direcção a mais uma aventura na natureza.
A nossa visita começou nos Espigueiros e Eira Comunitária, na freguesia do Soajo. Esta eira comunitária constituída por 24 espigueiros do tipo galaico-minhoto, todos em pedra, assentes num aforamento de granito e serviam para proteger o cereal das intempéries e dos roedores. Alguns destes espigueiros são ainda utilizados pelas pessoas.
Depois dirigimo-nos ao Mezio que possui um pequeno bosque de vidoeiros e uma rota Megalítica (Trilho Megalítico do Gião). Na margem da estrada, vimos um dólmen escavado. Em seguida percorremos o Trilho Megalítico do Gião onde observámos mamoas e no topo de um outeiro situado para Nascente a uns 800m, designado por Gião 2, descobrimos rochas gravadas, que alojam modernas cruzes de termo. Fazer este percurso é retroceder na história e entrar em ligação com os nossos antepassados mais remotos.
No final de percurso almoçámos, aproveitámos para descansar e recuperar um pouco da energia despendida durante a subida e descida do trilho para regressarmos à nossa escolinha.
Adorámos este dia, foi uma experiência enriquecedora e emocionante.

Texto elaborado pelo (1º, 2º, 3º e 4º anos)

E.B.1 de DEM

18.3.09

Link para documentário sobre o Montado da BBC

No Centro Educativo Alice Nabeiro, realizámos sessões de apresentação e interpretação do Filme "Uma Floresta numa Garrafa" da autoria da BBC e gravado em Campo Maior e Elvas ao longo de 2007. É sem duvida um filme único na abordagem ao MOntado de Sobro e sua biodiversidade e sustentabilidade.

Deixamos aqui o link onde os interessados podem fazer o donwload e apresentar às crianças.

http://www.ecologicalcork.com/files/documentariosic.html

17.3.09

Condomínio da terra - Quercus

Um resumo magnífico para trabalhar nas escolas o conceito do Condomínio da Terra.
video

Projecto “Eco-escolas” - Escola solidária


A nossa escola aderiu ao projecto “Eco-escolas”. Este projecto destina-se a sensibilizar as crianças e os adultos para a protecção do meio ambiente.
Nas nossas aulas, a professora falou-nos dos cuidados que devemos ter para não maltratarmos a Natureza. Aprendemos que não devemos deitar lixo para o chão, não devemos poluir os rios, lagos, lagoas, florestas, etc.
Escrevemos frases no computador da escola tais como: “No limpar e preservar está o nosso bem-estar”, ”Devemos conservar hoje para ter amanhã”, ”A Natureza é o livro que ensina melhor lição”… Depois recortámos as frases e colámo-las nas paredes da nossa sala.
Também criámos ecopontos para todos reciclarmos.
A nossa escola promoveu uma iniciativa solidária que teve como objectivos: melhorar o ambiente através da separação do lixo para a reciclagem; melhorar a qualidade de vida de alguém deficiente ou dependente através da oferta de uma cadeira de rodas. Foi uma iniciativa muito interessante que envolveu a escola e a família. Na minha família todos ajudaram na recolha das rolhas, desde os mais pequenos até aos mais velhos. Até o meu bisavô me ajudou.
A nossa sala conseguiu 14 garrafões de tampas.
Acho que a minha turma se empenhou.
Juntos podemos fazer a diferença!

Maria da Glória e Carolina João (3ºB EB1 Mira)

15.3.09

A Poluição na Barragem do Caia

Em parceria com o GEDA- Grupo de ecologia e Desportos de aventura de Campo Maior, estamos a levar a cabo acções de sensiblização e limpeza na Barragem do Caia. O problema é muito antigo e já foram muitas as iniciativas locais e nacionais para resolver o problema de falta de gestão deste plano de água tão importante para a biodiversidade como para as populações que dai bebem água (Campo Maior, Elvas e num futuro próximo Arronches e Monforte). As crianças do nosso projecto dão exemplo no mês de Março e Abril vamos contribuir para a mudança.
video

12.3.09

Trabalhos realizados pelos alunos do Agrupamento de Escolas de Arronches

DEVASTAÇÃO

Na mata, no ar, em toda a terra
o meio ambiente está deplorável
perdendo a sua beleza admirável
mais algum tempo e se encerra

Até o grande mar, brada e berra
chamando-nos a essa realidade
até a Natureza nos pede piedade
antes que aconteça uma guerra
que tudo, tudo poderá devastar
e que a humanidade terá que enfrentar

Escrito por Sueli do Espírito Santo

Candeias

No dia 2 de Fevereiro comemora-se o dia de Nossa Senhora das Candeias, também conhecida como Nossa Senhora da Luz, o nome da Padroeira desta Escola.
Inserido no programa das comemorações do dia da Padroeira, o Departamento de Expressões, na disciplina de Educação Visual, propôs aos alunos do nono ano a criação de objectos artísticos que simbolizassem candeias.
As candeias foram feitas a partir da reutilização de materiais, onde se fez uma abordagem plástica que tem a ver com a produção do objecto artístico criando a assemblagem (arte conceptual em que se parte de uma ideia para chegar ao produto final) e a escultura ready-made (processo simplificado que cria peças a partir de materiais diversos a que se atribui um novo sentido).





Rosa-dos-Ventos Ecológica

“A preocupação com as localizações no espaço é uma das características da curiosidade geográfica; especificar a localização com precisão é uma das principais regras do nosso jogo.” Peter Haggett in Espaço Geo – 7.º Ano, Edições ASA.
Constituindo a localização dos lugares uma tarefa fundamental da Geografia, foi proposto aos alunos do sétimo ano, no âmbito das disciplinas de Geografia, Educação Tecnológica, Ciências Físico-Químicas e Área de Projecto, um desafio ecológico – A construção de Rosas-dos-Ventos a partir de materiais reutilizáveis, que seriam alvo de um posterior concurso.
Dando largas à criatividade ecológica dos alunos surgiu o seguinte trabalho…


Rosas-dos-Ventos criadas pelos alunos.



Rosa-dos-Ventos Vencedora – Daniela Miranda – 7.º A
Uma criação em forma de espanta espíritos com cartão, tecido, lã e madeira.



2.º Lugar – Nádia Castanho – 7.º B
Uma rosa-dos-ventos em forma de bota com esferovite, lã e recortes que cativou pela sua simplicidade.

3.º Lugar – Daniela Miranda – 7.º A
Uma rosa-dos-ventos giratória feita com tampas de garrafas de água, tecido e massas.

Prémio Reciclagem – André Rego – 7.º B
Uma rosa-dos-ventos feita com tiras de jornais e revistas, garrafas de água, um trabalho simples e criativo.

Prémio Reciclagem – Vera Vaz – 7.º A
Um trabalho que utilizou papelão, cascas de ovo, aparas de lápis, papel, sementes e lã, mostrando simplicidade criativa.

Menção Honrosa – João Pedro – 7.º B
Um trabalho criativo e simples que representa o Homem, na sua construção foi utilizada esferovite, cartão e papel de jornal e revista.

Menção Honrosa – João António Caldeira – 7.º A
Esta criação surge a partir de um pacote de leite, recortes de jornal, palitos e tampas de garrafas de água, apresentando originalidade e criatividade na estrutura e no jogo de cores feito.

Menção Honrosa – Nídia Castanho – 7.º B
Este é um trabalho criativo e original, sendo concebido a partir de um garrafão de água, tampas de garrafas e cartões publicitários.

Menção Honrosa – Carolina Santos – 7.º A

A aluna no seu trabalho apostou em restos de peças decoração, madeira, papelão e linha.

"Espírito de Natal"

Estamos num momento crítico da história da Terra (…) A escolha é nossa: formar uma aliança global para cuidar da Terra (…) Gerir o uso de recursos renováveis como a água, o solo, os produtos florestais… de uma forma que não ultrapasse as taxas de regeneração e que protejam a saúde dos ecossistemas.”
Considerando a quadra natalícia, uma época em que por todo o mundo se regista uma correria para a aquisição do pinheiro de natal, sobrepondo-se interesses que não os princípios da conservação da natureza, o Departamento de Expressões do Agrupamento de Escolas de Arronches, lançou um concurso de árvores de Natal cujo tema foi “Espírito de Natal”, em que os alunos tinham de reflectir sobre o significado de vários conceitos alusivos ao tema.
O concurso teve como objectivos, incentivar a criatividade e originalidade na construção de uma árvore de natal, recorrendo à reutilização e reaproveitamento de materiais, e levar à promoção da Política dos 3R`s (Reduzir, Reutilizar e Reciclar). Sempre numa perspectiva de empreendedorismo rumo ao desenvolvimento sustentável, as várias escolas do Agrupamento responderam com criatividade, sensibilidade e visão ecológica…

Agrupamento de Escolas de Arronches, EB1 da Esperança.

Neste trabalho o Espírito de Natal manifesta-se através das mãos que simbolizam sentimentos de Paz, Partilha e Esperança num Mundo melhor.

Agrupamento de Escolas de Arronches, EB1 da Esperança.

O Espírito de Natal encontra-se nos corações que simbolizam o amor e nas mãos que expressam a União e a Paz que deve existir entre os Homens, não só no Natal, mas em todos os outros dias do ano.

Agrupamento de Escolas de Arronches, EB1 do Barulho.

Nesta criação o Espírito de Natal está presente nas crianças, que são o futuro da humanidade, e trazem uma mensagem de Paz e Esperança num mundo melhor.


Agrupamento de Escolas de Arronches, turma do 4.º A da EB1 de Arronches

Nesta criação o Espírito de Natal surge sob a forma de reflexão e alerta para os males do Mundo: a Guerra, a Fome, a Opressão, o Medo, a Escravatura… Nesta árvore poderemos ter um sinal para que os homens se unam na tentativa de criar um Mundo mais justo para todos.


Agrupamento de Escolas de Arronches, turma do 1.º A da EB1 de Arronches

O Espírito de Natal manifesta-se pela luz das estrelas que do céu iluminam o Homem para que possa ver com mais clareza o caminho do bem.


Agrupamento de Escolas de Arronches, turma do 3.º A da EB1 de Arronches

Neste trabalho o Espírito de Natal aparece retratado na história de um menino igual à de tantos outros meninos do mundo… Não têm família, casa ou presentes, mas mesmo assim, esse menino tem todo o direito de ser lembrado não apenas no Natal, mas em todos os dias do ano.

Agrupamento de Escolas de Arronches, turma do 3.º A da EB1 de Arronches.

O Espírito de Natal manifesta-se sob a forma de sentimentos, que são “prendas que não se podem comprar”, mas são mais valiosas do que todas as outras prendas que possam ser comprados num hipermercado qualquer…

Agrupamento de Escolas de Arronches, turma do 7.º A da EB 2,3 Nossa Senhora da Luz

A Família – O Espírito de Natal também está presente na família, no amor, paz e compreensão que deveria existir em todos os lares…


Agrupamento de Escolas de Arronches, turma do 7.º B da EB 2,3 Nossa Senhora da Luz

O Percurso – No percurso que cada um de nós tem de fazer ao longo da vida também pode estar presente o Espírito de Natal…



Agrupamento de Escolas de Arronches, turma do 8.º A da EB 2,3 Nossa Senhora da Luz
Os Desejos – O Espírito de Natal também se expressa nos desejos…


Agrupamento de Escolas de Arronches, turma do 8.º B da EB 2,3 Nossa Senhora da Luz

A União – O Espírito de Natal toca o Mundo para a União… Mas será que nos devemos Unir apenas no Natal?


Árvore Vencedora - Agrupamento de Escolas de Arronches, turma do 9.º A da EB 2,3 Nossa Senhora da Luz
O Abrigo – Uma habitação digna é um direito que assiste a toda a população. Espírito de Natal, é quando nos lembramos daqueles milhões de pessoas que vivem em condições desumanas…


Agrupamento de Escolas de Arronches, turma do 9.º B da EB 2,3 Nossa Senhora da Luz

A Oferta – O Espírito de Natal está presente na oferta, na partilha e na entreajuda.

Pelo que pudemos constatar, o Espírito de Natal está presente nas nossas vidas, não apenas na quadra que fica confinada aquele mês, mas todos os dias… Assim, mesmo desfasado da época consideramos que todos os dias É NATAL...